Carrinho de compras
Seu carrinho está vazio

CENTENAS DE RÓTULOS

Nacionais e importados

PARCELE EM ATÉ 4X

No cartão de crédito (parcela mínima de R$60,00)

ENTREGAS EM TODO BRASIL

Com frete grátis para a Região Sudeste (a partir de R$399,90)

SOMOS ESPECIALISTAS

Confiança e segurança garantidas

09/07/2024

Conheça o Dão, a Borgonha portuguesa.

Conheça os segredos da região do Dão.
 
O Dão, uma das regiões vinícolas mais importantes de Portugal, é frequentemente apelidado de "a Borgonha Portuguesa" devido a várias características que compartilha com a renomada região francesa de Borgonha.
 
Esta comparação não se limita apenas às condições climáticas e geológicas, mas também se estende à filosofia de vinificação e à reputação de produzir vinhos de alta qualidade e complexidade
 
Similaridades Geográficas e Climáticas
O Dão está localizado no centro-norte de Portugal, numa área montanhosa protegida por serras que proporcionam um microclima único. As vinhas são plantadas em altitudes variadas, em solos predominantemente graníticos, que conferem aos vinhos uma mineralidade distinta. 
 
Este terroir é essencial para a produção de vinhos que expressam claramente o caráter da região. 
 Da mesma forma, a Borgonha, situada no leste da França, é conhecida por seus solos calcários e argilosos, que influenciam profundamente o perfil dos vinhos ali produzidos. Ambas as regiões enfrentam desafios climáticos semelhantes, com invernos frios e úmidos e verões quentes e secos, criando condições ideais para o cultivo de uvas de qualidade.
 
Filosofia de Vinificação
Assim como na Borgonha, os produtores do Dão têm um profundo respeito pelo terroir e pela tradição. Eles valorizam práticas de vinificação que preservam a autenticidade das uvas, muitas vezes utilizando métodos tradicionais como a colheita manual e a fermentação em pequenos tanques de aço inoxidável. Alguns vinhos do Dão também passam por um período de envelhecimento em barris de carvalho, que adicionam complexidade sem dominar os sabores naturais das uvas. ###
 
Foco na Casta e na Expressão Varietal
Ambas as regiões têm um enfoque significativo nas castas autóctones. 
No Dão, uvas como Touriga Nacional, Tinta Roriz (ou Aragonês) e Encruzado são valorizadas por sua capacidade de refletir o terroir e produzir vinhos de caráter único. Da mesma forma, na Borgonha, uvas como Pinot Noir e Chardonnay são cultivadas com precisão para capturar as nuances específicas de cada parcela de vinha. 
 
Reconhecimento Global
A reputação do Dão como a Borgonha Portuguesa tem crescido ao longo dos anos, à medida que mais enólogos e críticos reconhecem a qualidade excepcional de seus vinhos. Vinhos do Dão frequentemente recebem altas pontuações em guias de vinho internacionais e são apreciados por sua elegância, equilíbrio e capacidade de envelhecer com graciosidade.
 
Em resumo, o apelido "Borgonha Portuguesa" atribuído ao Dão reflete não apenas suas semelhanças geográficas e climáticas com a Borgonha, mas também seu compromisso compartilhado com a qualidade, a tradição e a excelência na produção de vinhos. Esta comparação sublinha a importância do Dão como uma das regiões vinícolas mais distintas e respeitadas de Portugal, oferecendo vinhos que são verdadeiras expressões de seu terroir único.